Fórum de Vampiro a Máscara | Sistema: Storyteller
 
InícioPortalCalendárioGaleriaBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
A maioria das categorias estão bloqueadas para possíveis mudanças.
Agora temos uma página oficial do fórum no Facebook. Clique em curtir!
Se cadastrou recentemente? Por favor leia as régras.

Compartilhe | 
 

 Adrien Maxwell Caien - Ventrue.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Istyar
Neófito
Neófito
avatar

Feminino Número de Mensagens : 35
Idade : 27
Localização : Over the hills and far away.
Emprego/lazer : Desocupada.
Humor : Instável.
Frase : " Quando dois brigam, o terceiro se diverte. "
Warning :
Exp. :
0 / 1000 / 100

Aparência : Lobisomen:


Data de inscrição : 12/02/2010

MensagemAssunto: Adrien Maxwell Caien - Ventrue.   Ter Fev 16, 2010 10:09 pm

Personagem: Adrien Maxwell Caien.
Jogador: Istyar.
Clã: Ventrue (Camarilla)
Natureza: Gentil.
Comportamento: Reservado.
Geração: Décima.
Refugio: Mansão de sua mestra.
Conceito: Confidente.
Fraqueza ( Denominada pelo clã ):Não morde crianças que tenham irmãos gêmeos.

ATRIBUTOS.

Força: 3/5
Destreza: 3/5
Vigor: 2/5

Carisma: 4/5
Manipulação: 2/5
Aparência: 4/5


Percepção: 2/5
Inteligência: 2/5
Raciocinio: 2/5


TELENTOS.

Prontidão: 3/5
Esportes: 3/5
Briga: 1/5
Esquiva: 3/5
Empatia: 3/5
Expressão: 0/5
Intimidação: 0/5
Liderança: 1/5
Manha: 2/5
Lábia: 2/5

Empatia c/Animais: 0/5
Ofícios: 2/5 ( Carpinteiro. )
Condução: 1/5
Etiqueta: 2/5
Armas de Fogo: 0/5
Performance: 0/5
Segurança: 0/5
Furtividade: 0/5
Sobrevivência:0/5

Acadêmicos: 3/5
Computador: 2/5
Finanças: 1/5
Investigação: 0/5
Direito: 2/5
Lingüística: 1/5 ( Italiano. )
Medicina: 0/5
Ocultismo: 0/5
Política: 0/5
Ciência: 0/5

Dominação: 2/3 Fortitude:1/3 Presença: 1/3.
Antecedentes: Rebanho 4 / Recursos 2

Consciencia: 4
Autocontrole: 2
Coragem: 4

Humanidade = 6
Força de vontade = 4


Qualidades:
Sorte. ( 3 pontos. )
Equilibrio perfeito ( 1 ponto.)
Rubor de saúde ( 2 pontos )
Voz encantadora ( 2 pontos. )

Defeitos:
Futuro negro. ( 5 pontos.)
Pesadelos. ( 1 ponto. )
Identidade trocada. ( 1 ponto )


________________________________________________

PRELÚDIO MAIS TOSCO EXISTENTE.

_Bom dia, adrien. - Disse a moça, ao entrar e sentar - se perto dele - Como vai você?

_Oh, bom dia, aileen. _ Respondeu ele, sem se virar da madeira a qual usava pra fabricar uma caixa pequena. - Vou bem e você?

_Como sempre. - Suspirou alto demais, arrancando um sorriso do rapaz a sua frente. Ela queria insinuar tão fortemente assim que estava com problemas? Bastava que falasse, então. Mulheres e suas bobagens. Pff -

_Oh, vejo que está mal - Falou, mal segurando o riso. - Continuam lhe ignorando?

_E vejo que não se importa - Replicou a loira, num tom frio - Sim, eles continuam.

_Claro que me importo - Pela primeira vez virou -se, tirando algumas farpas de madeira de sua roupa, batendo -a. - E não há nada que possa fazer quanto a isso, você bem sabe.

_Chame aquele grupo de loucos que tanto lhe adora. Qualquer comphania me fará feliz. _Replicou, num tom manhoso. -

_Se o que quer é comphania, a minha basta. Mas não é isso que quer, certo? - Adivinhou, com um belo sorriso malicioso no rosto - Infelizmente, se for sexo que desejas eu não posso e nunca poderei te satisfazer. Provavelmente nem mesmo meu grande grupo de seguidores fanáticos. - Ironizou, voltando a seu oficio. -

_Por que você é um bundão. - disse, raivosa. -

_Por que eu sou seu irmão. -Respondeu, rindo. - E não vou te comer nem que se arraste a meus pés.

_De todas as pessoas no mundo, você é quem está preocupado com pecados. - cuspiu,sabendo que aquilo o feriria. - Somos ciganos, Maxwell. Não há religião entre nosso povo.

_Mas não somos vagabundos, Aileen. Não do tipo que se oferecem a qualquer um. - Retrucou. - Inclusive a monstros. - Pegou um pano, polindo a caixa, tirando os fiapos e o pé que jaziam em cima dela. Estava brilhante e reluzente. -

_Ele não é um monstro... E eu não sou uma vagabunda! _ Disse, contrariada. -

_ Que bom. Então pare de mexer com esse negócio de magia negra, senão um dia eu mesmo me transformo num deles. - retrucou -

Ela empacou no meio da tenda do irmão. Ele era gentil e calmo demais.

_Quando isso acontecer, eu não vou te ouvir. - Disse, os cabelos loiros levantados com uma pequena brisa que passara voando por ali. -

Ela resolveu sumir dali enquanto ainda dava tempo.

__________________________________________________________________

Era de tarde, se encontrava sentado em cima da grama, olhando pra um retrato de sua mãe. Suspirou. Que familia mais insana eram. Sua mãe, anos atrás, dormira com o próprio irmão e engravidara dele. O resultado foram os gêmeos, e o suicidio da mãe pela enorme desonra. Desde então, seu pai estava sempre com um mulher diferente. Ás vezes somente queria deixar aquilo tudo pra trás e conseguir uma nova vida... Mas como?

_Com licença - Era a voz de uma criança, um riso suave de verão - Posso me sentar com você?

Oh, era a menina que comprara um ursinho seu ontem. O fizera enquanto não tinha nada pra fazer, era muito bom com essas coisas. Sorriu a deixou sentar - se e ao seu lado.

_Tudo bem. - Falou, sorrindo um pouco ao ver que ela ainda carregava o ursinho - O que posso fazer pela jovem senhorita?

_Bem, eu vim mesmo lhe pedir um favor. - Sorriu, mostrando os afiados dentes brancos e a beleza inimaginável e infantil que possuía - Minha mãe sumiu de casa, e não tenho ninguém pra cuidar de mim.... Será que poderia me fazer comphania por uns tempos?

_Por certo que sim. Por quanto tempo é...

E os dentes dela já estavam no seu pescoço.

______________________________________________________________

Acordou pra nova vida com sede e confuso, e ela lhe explicou o que acontecera. Agora se perguntava como ambos haviam parado lá, na cama, com ela no seu colo.

_Não me beije aí. - Advertiu, sério. - Ainda é só uma criança.

Ela riu alto.

_Pelo amor de deus, Adrien. Eu tenho idade pra ser sua vó. - disse, despindo - lhe da camiseta. - _ E eu soube que vocês não têm muitas regras em sua casa.

_Espero que ainda se lembre a razão o qual estou aqui. - Relembrou, ainda um pouco hesitante -

_ Sim. Sumir daqui pra uma nova vida o mais rápido possível. _ Riu - se novamente, voz de veludo. - Um preço pequeno a se pagar se for pra ter você.

E abaixou - se pra lhe beijar novamente.

________________________________________________________

Estava arrumando as coisas com Aileen pra ir embora. Ela lhe olhou nos olhos, sorrindo.

_Vou sentir falta de ter um irmão famoso e ex vocalista de banda.

_Não me lembre disso, pelo amor de deus. Tempos negros pra mim.

Ela riu e ele a acompanhou.

_Você volta?

_Qualquer dia.

_O que você vai fazer?

_ Segredo Absoluto.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: Adrien Maxwell Caien - Ventrue.   Seg Mar 15, 2010 8:28 am

Istyar, dei uma olhada em sua ficha, pelo que pude notar ela está bem elaborada, será um prazer narrar para ele em Londres, seja muito bem vinda.
Atenciosamente Nort.
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Adrien Maxwell Caien - Ventrue.
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Ventrue AT
» Ulrich Rosenrot - Ventrue - Camarilla
» Regere sanguine regere in veritatem est - uma crônica Ventrue
» Bartolomeu Gusmão - Ventrue - Camarilla
» Valerius Quintus - Matusalém Ventrue

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Bloody Angels Fórum :: Role Play Game :: Fichas dos Personagens :: Fichas Inativas-
Ir para: