Fórum de Vampiro a Máscara | Sistema: Storyteller
 
InícioPortalCalendárioGaleriaBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
A maioria das categorias estão bloqueadas para possíveis mudanças.
Agora temos uma página oficial do fórum no Facebook. Clique em curtir!
Se cadastrou recentemente? Por favor leia as régras.

Compartilhe | 
 

 New York by Night - Ameaça Ancestral

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Angelique Spencer
Admin
Admin
avatar

Feminino Número de Mensagens : 896
Idade : 29
Localização : São Paulo - SP
Emprego/lazer : Designer Gráfica
Humor : Prestes a Explodir ¬¬
Frase : You may be easy on that score that I will kill your conscience...
Warning :
Exp. :
5 / 1005 / 100

Aparência :



Data de inscrição : 30/06/2008

Ficha do personagem
XP:
1/100  (1/100)
Nome do Personagem: Angelique Spencer
World of Darkness: Vampiro - Assamita

MensagemAssunto: New York by Night - Ameaça Ancestral    Qui Set 30, 2010 8:26 pm

Primeiramente agradeço a todos por participarem da crônica. E espero sinceramente que se divirtam muito.

Antes de qualquer coisa...

Recomendações.

Para fazer ações de seus personagens aceito das seguintes formas:

*Ação* ou - Ação.
-- Fala
“Pensamento”


Por favor, não façam ações toscas como:

“Eu ataco ele com uma faca.” (Trágico!)

Se não entenderem como realizar jogadas por meio desse tutorial.

Recomendo que joguem nestes sites:

- http://rolador.cjb.net/ - Propriedade do amiguinho insano And_o_Gangrel. (Vou deixar um link na minha assinatura para divulgar obviamente.)
- http://www.milenio.com.br/master/cobra/rpg/dicerollerST.asp

E depois postem o resultado.

Se puderem por gentileza, não deixem suas ações, falas, ou seja o que for na cor padrão de texto. (Usem cores que lembram um pouco seu personagem, dá um diferencial e tanto. Mas não precisa ser um arco-íris.)

Se surgir qualquer problema, por favor, postem no “Quadro de Avisos” seja o que for.

Uma coisa essencial que gostaria de ressaltar. Acima de tudo, se respeitem afinal o objetivo desta crônica é em foco da diversão. Certo?

Como na crônica anterior, a narrativa será focada em mapas da cidade, imagens de personagens, documentos, música. Meu objetivo é deixar o jogo bem interativo.

Duvidas, é só enviar uma PM.

Obrigada pela atenção, tenham uma boa partida! ;D

_____________________________________________________________











Última edição por Angelique Spencer em Sex Dez 10, 2010 8:23 pm, editado 3 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.myspace.com/lineangel
Angelique Spencer
Admin
Admin
avatar

Feminino Número de Mensagens : 896
Idade : 29
Localização : São Paulo - SP
Emprego/lazer : Designer Gráfica
Humor : Prestes a Explodir ¬¬
Frase : You may be easy on that score that I will kill your conscience...
Warning :
Exp. :
5 / 1005 / 100

Aparência :



Data de inscrição : 30/06/2008

Ficha do personagem
XP:
1/100  (1/100)
Nome do Personagem: Angelique Spencer
World of Darkness: Vampiro - Assamita

MensagemAssunto: Re: New York by Night - Ameaça Ancestral    Qui Set 30, 2010 9:24 pm

Nova York by Night: Ameaça Ancestral
Por: Angelique Spencer
Introdução

Manhattan, segunda maior cidade do mundo. Imensa selva de pedra. Pessoas vão e vem caminhando sobre as calçadas, seja por trabalho ou diversão, essa metrópole tem muito a oferecer dentre estrangeiros aos nativos.

Seu diferencial é seu clima nova-iorquino, não tem nada igual neste mundo. Principalmente pelo entretenimento que a mesma oferece. Nomes que marcam a cidade como Brodway, Chinatown, Soho, Central Park e finalmente Carnagie Hall.

Hoje está ocorrendo um evento no Carnagie Hall, porem não um evento qualquer, afinal será à apresentação de sete neófitos para o Príncipe da cidade. Cada neófito é representado pelos sete clãs da Camarilla: Brujah, Gangrel, Malkavian, Nosferatu, Toreador, Tremere, Ventrue. Alguns outros membros Independentes foram convidados, muito poucos, porém presentes.

O Futuro reserva algo para este sete escolhidos...



Welcome in the Manhattan City !

_____________________________________________________________









Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.myspace.com/lineangel
Angelique Spencer
Admin
Admin
avatar

Feminino Número de Mensagens : 896
Idade : 29
Localização : São Paulo - SP
Emprego/lazer : Designer Gráfica
Humor : Prestes a Explodir ¬¬
Frase : You may be easy on that score that I will kill your conscience...
Warning :
Exp. :
5 / 1005 / 100

Aparência :



Data de inscrição : 30/06/2008

Ficha do personagem
XP:
1/100  (1/100)
Nome do Personagem: Angelique Spencer
World of Darkness: Vampiro - Assamita

MensagemAssunto: Re: New York by Night - Ameaça Ancestral    Dom Out 24, 2010 1:52 pm

Capitulo I – A Promessa de sangue

"A verdadeira medida de um homem
não é como ele se comporta em momentos de conforto e conveniência,
mas como ele se mantém em tempos de controvérsia e desafio."

Martin Luther King

Cidade: Manhattan – NY

Em alguma Sala Restrita – 14/04/1999 - 07:30 PM




Rob Dougan - Clubbed To Death (Remix)

Em uma sala requintada, as paredes esbranquiçadas davam a sensação de paz e tranqüilidade. Juntamente com os sofás, alguns objetos da mesma cor branca, como um vaso que estava como adorno sobre a pequena mesa de vidro ao centro das poltronas. No mesmo centro havia um tapete acinzentado, a pequena sala trazia conforto e requinte digno de um local sofisticado.

Neste instante, passos cada vez mais fortes quebram o silêncio da saleta, um casal muito bem trajado adentra entre a porta de madeira também em tom claro como a sala.
Um rapaz aparentando não mais que vinte anos, pele pálida e branca, cabelos e tão negros quanto a noite, olhos azuis como os oceanos, aparentemente um corpo atlético, sua face contem traços suaves. Seu terno preto com linhas horizontais, aia perfeitamente sobre seu corpo, finalizando com uma camisa pólo branca, gravata de seda vermelha e sapatos pretos lustrosos.

A mulher aparenta o auge de seus aparentes trinta anos, não mais e não menos. Sua pele tem o mesmo tom pálido do jovem, seu cabelo loiro estava preso em uma espécie de coque. Estando com um logo vestido de alta costura, totalmente detalhado, como se houvesse uma calda no final do mesma vestimenta, havia um decote nada vulgar finalizando com um bolero que realça ainda mais o vestido. Com uma pequena carteira de mão e somente brincos e uma pulseira de rubi. Ela caminha de forma tão elegante que nem mesmo era perceptível ouvir os saltos batendo sobre o chão, sabia se portar em seus adornos e vestimenta, sorri como nunca havia feito, mesmo o jovem estranha tamanha felicidade. Em seguida ele espera a mulher sentar primeiro.

Mulher Desconhecida: -- Não vai sentar meu querido? – Pergunta de forma neutra olhando o jovem de maneira curiosa.
??? : -- Miss Limius, eu prefiro que sente-se primeiro, seria um desrespeito de minha parte. – No entanto o rapaz faz um jeito esticando levemente seu braço direito em direção da poltrona esquerda.
“Limius”: -- Não meu jovem, sabe que alem de ser minha prole, és meu protegido. Não se intimide comigo. - Seu sorriso se torna brando, como se ela não se importava com as ações dele.
???: -- Não devo me portar como qualquer um que possa lhe desrespeitar. Por favor... - Aguardaria a noite toda de pé se preciso, mas não iria se sentar antes dela.
“Limius”: -- Ariel Cross, estou orgulhosa de não só lhe ensinado, como também você como um sangue azul, inspirou e moldou tudo que lhe passei. Mas hoje, é seu dia, finalmente vou apresenta-lo ao Elísio. – Finalmente ela senta na poltrona indicada por Cross. Em seguida ele também se senta, o olhar de Limius passa a admiração por estar diante de sua própria cria.
Ariel: -- Fico grato com a sua confiança minha senhora. – Finalmente ele sorri estando bem mais aliviado.


Ao mesmo tempo em Carnegie Hall...

Entrada do Carnegie Hall – 14/04/1999 - 07:30 PM


Alguns carros e Limusines estacionam na porta do Prédio, haviam grades de segurança entre a calçadas do local e também, policiais entre as grades. Entradas principais das ruas estavam fechadas somente automóveis autorizados entravam entre estas ruas. Aparentemente parecia ser um evento restrito.

Enquanto isso...


Em um condomínio próximo ao Central Park... – 19/03/1999 - 01:15 AM

@ Jorge Altobello

A cidade que nunca dorme, esse é o “apelido” que turistas e ate mesmo seus residentes colocam a metrópole. Na varanda de um antigo, porem, um luxuoso sobrado nas proximidades do Central Park, havia um homem encostado no parapeito. No maximo a varanda esta localizada é no 1º e único andar bem a direita da residência.

Privilegiado com a magnífica vista do imenso parque. Ele vira seu corpo a sua trazeira seus olhos castanhos observam a ampla sala tão vazia quanto à própria solidão no quais os da própria espécie. Jorge Altobello analisava o convite que a poço fora entregue em mão por sua Carniçal. O Convite é feito em espécie de papel envelhecido, lacrado com uma gota de cera amassada por um símbolo de um brasão de uma rosa com a espada.
Com as próprias mãos o Italiano abre a carta e observa atentamente seu conteúdo.


Sr. Jorge Altobello

Você foi convidado para estar em nosso evento no Carnegie Hall.
É preciso trazer este convite para participar.
Venha apreciar nosso concerto.

Endereço: 881 7th Avenue New York, Nova Iorque NY 10019

Atenciosamente

Tania Limuis Jamerson


_____________________________________________________________









Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.myspace.com/lineangel
AltoBello
Neófito
Neófito
avatar

Masculino Número de Mensagens : 45
Idade : 23
Localização : Brasília - DF
Warning :
Exp. :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 03/07/2010

MensagemAssunto: Re: New York by Night - Ameaça Ancestral    Qua Out 27, 2010 1:47 pm

O despertador estava programado para tocar às sete, e assim aconteceu, porém, aquela era uma noite de folga, então o desliguei e dormi um pouco mais. Desejava dormir até a próxima noite, eu nunca gostei de noites de folga, sempre são tediosas e vazias, e eu não conseguia imaginar sendo diferente. Por mais que eu tentasse dormir, levantei às nove, sem ter a mínima ideia de como fazer o tempo voar. Todos os livros da minha biblioteca já estavam lidos, mesmo assim, peguei um para ler, o primeiro que achei. Sentei me da confortável poltrona em meu escritório e comecei a lê-lo, era um livro de 400 páginas aproximadamente, porém não era muito grande.

Minha mente já estava bem treinada na leitura, e eu acabaria aquele livro em poucas horas de leitura, porém, eu não aguentava continuar dentro daquela sala, estava louco para tomar um ar, e já estava quase chamando Rebbeca* para sair. Larguei o livro, e fui dar uma olhada lá fora, eu gostava bastante de ver o céu, porém, sempre sentia saudades de vê-lo claro, o que me remetia ao passado, na Sicília. Mudei o foco da minha atenção para a rua, não havia ninguém, olhei no relógio, ainda eram 1:15am, não costumava ser tão vazio por aqui, à essa hora, havia algo de estranho por ali.

Humanos, seres sempre tão previsíveis, é tão fácil saber quando algo está fora do lugar. Me virei voltando ao interior do sobrado, e me deparei com o vazio. É estranho como nunca estamos satisfeitos, à anos atrás, eu daria qualquer coisa para ter um lugar vazio como esse, e agora, me sinto mal. No auge do tédio, liguei a televisão, isso raramente acontece, poderia contar nos dedos quantas vezes eu a liguei nos 15 anos que moro em Nova Iorque.

Mesmo assim, mudei de canal, o mesmo passava. Insisti, em todos os canais a mesma coisa, desliguei a TV, e joguei o controle na cama, enquanto liberava todo o tédio com um grito. Me joguei na cama, estava com saudade da Sicília, porém, sabia que era algo fora de cogitação, eu já não era mais o mesmo que antes. Até que três batidas pareciam me puxar da solidão, batidas bem conhecidas, era Rebecca, eu sabia. Só o que eu não consegui apontar, foi porque ela estava aqui. Abri a porta rapidamente, e lá estava ela, vestindo-se melhor do que de costume.


- Olá Senhorita Rebecca, como vai? - Normalmente eu jamais perguntaria como um mortal se sentia, a menos que eu pretendesse extrair informações é claro, mas esse também não era o caso. Me sujeitei a perguntar pelo simples fato de que não aguentava mais ficar sozinho, e talvez aquela pergunta prorrogasse um pouco mais nossa conversa. Ela me entregava um pequeno envelope, o que me deixou intrigado, geralmente relatórios são entregues em envelopes grandes. Olhei desconfiado para ela e apanhei o envelope, não abri de cara, primeiro fui investigar.

Papel envelhecido, isso dizia que foi mandado por alguém que tinha tinha dinheiro, pois precisou mandar uma gráfica confeccionar, na realidade esse serviço não era muito caro, mas juntando com o bom gosto pude perceber que o remetente era alguém que presava pelas tradições. Provavelmente alguém tão velho quanto eu, ou talvez mais, o que me indicava que seria um vampiro. O brasão não deixava dúvidas de que eu estava certo, era o símbolo da Camarilla em Nova Iorque. Curioso e desconfiado, abro o envelope para ver do que se trata, já ficara evidente que era um convite, faltava saber para onde, e quem me convidava.

Um simples convite ao Teatro, por Tania Limuis Jameson*. Teatro não é a minha praia, além da multidão, o pior é o que vem camuflado. Camuflado para eles, meus olhos treinados não se deixam enganar pelo tanto de Camarilla que tem lá. Bom, aquilo não seria apenas um convite amistoso ao Teatro, seria impossível isso, com certeza tem algo por trás disso, e eu sou incapaz de deixar esse mistério passar em branco, faz parte de mim conferir tudo que não é óbvio ou lógico.
- Espero que não tenha compromisso para essa noite, Senhorita Rebecca, nós iremos ao Teatro. Espere-me lá embaixo, eu fico pronto em um minuto. - Digo sorrindo, não era um sorriso falso como a maioria, eu estava realmente feliz.

E eu tinha dois motivos para isso, primeiro que meu tédio havia sido quebrado, o que já é um grande feito, e segundo que aquela sensação de dúvida me instigava cada vez mais a procurar a tal Tania. Fui até o armário, e peguei um terno risca de giz, e o joguei sobre a cama, de modo que não o amarrotasse. Rapidamente peguei minha toalha e fui para o banho. Não demorei como o de costume, estava realmente bastante curioso, me enxuguei rapidamente e me vesti, em pouco menos de 15 minutos eu estava pronto.

Desci as escadarias e peguei a carteira, nela tinha todos os meus cartões de crédito, e documentos, dentre eles, minha identificação do FBI. Peguei o celular e só por garantia minha Desert Eagle, toda feita em cerâmica, a prova do detector de metais, eu tinha um carinho especial por ela. Olhei para o relógio e depois para Rebecca que me esperava com as chaves do carro.
- Acho que estou 14 minutos atrasado. - Saímos de casa, e entramos no meu carro, um Chrysler 300M* e seguimos em direção ao Carnagie.

[Rebecca*: Esse é o nome de minha Carniçal.
Tania Limuis Jameson*: Peço que me diga tudo que Altobello tem sobre a mulher, e se conhece o tal Brasão.
Chrysler 300M*: O carro não é lá essas coisas, mas para 1999 é o que há! xD]


Última edição por AltoBello em Qua Out 27, 2010 9:25 pm, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Angelique Spencer
Admin
Admin
avatar

Feminino Número de Mensagens : 896
Idade : 29
Localização : São Paulo - SP
Emprego/lazer : Designer Gráfica
Humor : Prestes a Explodir ¬¬
Frase : You may be easy on that score that I will kill your conscience...
Warning :
Exp. :
5 / 1005 / 100

Aparência :



Data de inscrição : 30/06/2008

Ficha do personagem
XP:
1/100  (1/100)
Nome do Personagem: Angelique Spencer
World of Darkness: Vampiro - Assamita

MensagemAssunto: Re: New York by Night - Ameaça Ancestral    Qua Out 27, 2010 7:23 pm

Off: O Que posso dizer por enquanto sobre o Brasão é o símbolo da Camarilla de Nova York na minha crônica, mas nada que seja oficial da white wolf. Sobre a Tania, ela é uma figurinha importantíssima da camarilla. Logo vou te revelar o qual é a importância dela. Já no próximo post vocês já saberão quem é ela. Ah Lembrando não tinha o iPhone ainda, se não me engano nem tinha celular com visor colorido.

_____________________________________________________________









Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.myspace.com/lineangel
AltoBello
Neófito
Neófito
avatar

Masculino Número de Mensagens : 45
Idade : 23
Localização : Brasília - DF
Warning :
Exp. :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 03/07/2010

MensagemAssunto: Re: New York by Night - Ameaça Ancestral    Qua Out 27, 2010 8:33 pm

[Quebrei a cabeça com esse Brasão, mas se é algo tão simples assim, Jorge tem conhecimento disso com certeza. Então sobre a Tania, eu sei apenas que ela é uma figurona da Cammy, correto? E a parte do Iphone, eu confesso que esqueci disso na hoje de escrever. Vou editar a parte do Brasão, e a do Iphone.

Pode apagar esse post depois que ler, pra ficar bonitinho. xD]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Angelique Spencer
Admin
Admin
avatar

Feminino Número de Mensagens : 896
Idade : 29
Localização : São Paulo - SP
Emprego/lazer : Designer Gráfica
Humor : Prestes a Explodir ¬¬
Frase : You may be easy on that score that I will kill your conscience...
Warning :
Exp. :
5 / 1005 / 100

Aparência :



Data de inscrição : 30/06/2008

Ficha do personagem
XP:
1/100  (1/100)
Nome do Personagem: Angelique Spencer
World of Darkness: Vampiro - Assamita

MensagemAssunto: Re: New York by Night - Ameaça Ancestral    Qua Out 27, 2010 8:34 pm

Off: Você pode editar se quiser nem precisa apagar. ^^

_____________________________________________________________









Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.myspace.com/lineangel
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: New York by Night - Ameaça Ancestral    

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
New York by Night - Ameaça Ancestral
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Big Apple (Nova York by Night) - O Conto da cidade Vampirica .
» New York by Night - Xadrez de Sangue
» New York by Night - Não Confie em Ninguém
» Hospital Presbiteriano de Nova York
» New Jersey By Night - Tempos de Loucura

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Bloody Angels Fórum :: Role Play Game :: Manhattan - New York | USA-
Ir para: